Mais notíciasNotícias

A Campanha #PortugalContraAViolência foi lançada no âmbito do Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres que se assinala a 25 de novembro.

AF RP DitImp FB Crt 476x249 Colher


A Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro, e a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG) promovem a campanha #PortugalContraAViolência, construída em conjunto com a Associação de Mulheres Contra a Violência (AMCV), Associação Mulheres Sem Fronteiras, Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), Associação de Planeamento da Família (APF), Associação Portuguesa pelos Direitos das Mulheres na Gravidez e no Parto, Associação Plano I, Associação Portuguesa de Mulheres Juristas (APMJ), Capazes, Corações Com Coroa (CCC), Cooperativa Seies, Instituto de Apoio à Criança (IAC), Fundação Cuidar o Futuro, o Movimento Democrático de Mulheres (MDM), Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres (PPDM), União das Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR), Quebrar o Silêncio Associação e o Soroptimist International Clube Lisboa.

A campanha, que desconstrói ditados populares, enfatiza a necessidade de rutura com crenças e preceitos culturais que continuam a normalizar e legitimar a violência contra as mulheres, e deixa às vítimas e testemunhas uma mensagem de que existem alternativas que passam pelas respostas de apoio e proteção que constituem a rede nacional de apoio às vítimas de violência doméstica (RNAVVD). A RNAVVD, gerida pela CIG, é composta atualmente por 166 estruturas de atendimento, 26 locais de acolhimento de emergência e 40 casas abrigo, cobre mais de 70% do território nacional, envolve 218 municípios e, desde 2016, regista 32 733 atendimentos.

Bastaria uma vítima para nos inquietar, mas verificaram-se mais de 26 mil ocorrências de violência doméstica em 2017 e já 25 homicídios de mulheres em 2019, em Portugal, para além das situações que continuam invisíveis. Neste sentido, a campanha apela a que todas as pessoas, não só as vítimas, denunciem situações de violência contra as mulheres.

Segundo Rosa Monteiro, «queremos que as vítimas se sintam confiantes para pedirem ajuda e que as pessoas, que têm conhecimento de situações de violência, se sintam interpeladas e não hesitem em denunciar. A denúncia, a procura de apoios e de informação são passos decisivos para encetar um processo de mudança e de superação, rompendo com ciclos de dúvida, medo e de sofrimento».

A violência doméstica é crime público. Denunciar é uma responsabilidade colectiva. Ligue 800 202 148.

Assista ao vídeo da campanha aqui:  https://www.youtube.com/watch?v=8HBORu_6NUU

 

fotos XY

 

No âmbito da 6ª edição do Katara European Jazz Festival - Doha/Qatar, Portugal será representado por um novo projeto músical - André Fernandes - XY.

Considerado um dos guitarristas de jazz mais relevantes da cena, este projeto é o próximo passo no caminho já longo de André Fernandes, que inclui oito álbuns a solo e participação em mais de cinquenta outros álbuns, que vão desde música eletrónica, rock'n'roll ou som eletrónico com uma pitada de jazz.

Para este novo projeto, André Fernandes une forças com a cantora Sara Badalo e o baterista Alexandre Frazão. A música criada por XY leva-o para fora da sua zona de conforto para lugares inesperados misturando o viola com a voz, nítida ou processada até um ponto em que começa a semelhança com novos instrumentos, tudo isso envolvido pela criatividade da bateria de Alexandre Frazão .

De músicas simples a sons futuristas complexos, experimentar o XY é como viajar pelo som orgânico do jazz, pelos sons da pop, até a desconstrução de tudo isso, num único busto da criação a cada apresentação.

 

André Fernandes: Guitarra e eletrónicos

Sara Badalo: Voz e Voz processada

Alexandra Frazão: Bateria

Cartaz horizontal 2

 

Gabinete de apoio ao investidor da diaspora2

O Processo dos Encontros de Investidores da Diáspora vem reforçando e afirmando uma visão cada vez mais integrada da importância estratégica e peso económico, para o nosso país, do empreendedorismo das comunidades portuguesas, na sua dupla dimensão investimento e internacionalização.

Assim, e na senda das anteriores edições que conferiram regularidade de agenda à discussão destas temáticas, informamos que o IVº Encontro de Investidores da Diáspora decorrerá em Viseu, entre 13 e 15 de dezembro de 2019. Será uma iniciativa conjunta da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, através do Gabinete de Apoio ao Investidor da Diáspora (GAID), e da Comunidade Intermunicipal de Viseu-Dão-Lafões, esperando-se igualmente a colaboração da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDR-C).

O projeto de programa do Encontro será disponibilizado tão brevemente quanto possível no separador GAID do Portal das Comunidades, na ligação: https://www.portaldascomunidades.mne.pt/pt/gabinete-de-apoio-ao-investidor-da-diaspora-gaid.

A inscrição no evento poderá ser efetuada através do correio eletrónico: gaid@mne.gov.pt

Contactos

ALJAMIE STREET
Street: 803, Zone: 67
Building: 31
P.O. Box 24854
Al Dafna, Doha
Qatar

+974 4486 4691 (Chancelaria)
+974 4038 5670 (Secção Consular)
+974 4415 4746 (Chancelaria)
+974 3363 9594 (Emergência)
Facebook 

Mais informação

Ligações úteis

botao aprender pt

Logotipo Portal das Comunidades Portuguesas

Logotipo Carreiras Internacionais

Logotipo Turismo de Portugal

Logotipo AICEP - Portugal Global

botao instituto diplomatico

Logotipo Camões - Instituto da Cooperação e da Língua

Logotipo Portugal Economy Probe